27 de janeiro de 2013

CANÁRIOS DE PORTE DE "A a Z" FRISADO DO SUL


País de origem: França

Esta ave que pertence ao grupo dos Frisados Ligeiros com posição específica teve a sua origem em França, no século XIX, por cruzamentos efetuados entre Frisado do Norte e o Bossu Belga.
O canário Frisado do Sul, também conhecido por frisado holandês do sul, caracteriza-se pela sua peculiar posição em forma de “7” que é, aliás, o ítem mais pontuado no seu standard; para além disso os frisados deste canário não são tão volumosos como os de outros frisados. Com um tamanho de 17 cm. é uma ave com alguma vivacidade que assume muitas vezes uma forma curiosa pois costuma apoiar uma pata no poleiro e outra na grade da gaiola, é também uma das poucas aves de porte em que são aceites todas as cores.
Não sendo uma das aves frisadas mais divulgada não deixa, contudo, de ter os seus apreciadores que a pouco a pouco vão aumentando não só em número como, também, em qualidade apresentando em exposições exemplares de grande qualidade.
Nota: Esta pequena introdução, (não vinculativa) tem como base uma pequena pesquisa feita pela Internet suportada na leitura de vários textos.

Aves do criador português Américo Ferreira



Actualmente o Standard, do Canário Frisado Suíço, aprovado pela C.O.M., é o seguinte:

POSIÇÃO
Em forma de 7.
Pontuação: 15.

PATAS
Longas, direitas e bem emplumadas.
Pontuação: 10.

PLUMAGEM
O mais lisa possível nas zonas desprovidas de frisados: cabeça, pescoço e abdómen.
Pontuação: 10.

TAMANHO
17 cm.
Pontuação: 10.

MANTO  
Simétrico, bem desenvolvido.
Linha média nítida e contínua.
Bem pronunciado na parte superior.
Pontuação: 10.

JABOT
Simétrico. Em forma de cesto.
Pontuação: 10.

ALETAS
Levantadas e simétricas.
Implantação elevada, mesmo junto às coxas.
Pontuação: 10.

CABEÇA E PESCOÇO
Cabeça: fina serpentiforme e lisa
Pescoço: longo e liso, pendido para diante.
Pontuação: 10.

CAUDA
Estreita e fechada.
Pontuação: 5.

ASAS
Asas juntas, sem se cruzarem.
Pontuação: 5.

CONDIÇÃO
Boa apresentação.
Saúde ótima.
Pontuação: 5.

COR
São admitidas todas as cores.

Gaiola de Cúpula: Com um poleiro de 12 mm.

17 de janeiro de 2013

ESTÁ QUASE!...

Nesta fase de início de criação é um bocado complicado ir atualizando o blogue pois pouco há para dizer mas, mesmo assim, cá vai mais um "ponto da situação" relativamente aos meus canários; ontem terminei a desparatisação dos meus passarinhos um pouco mais cedo do que o previsto, pois utilizei outros fármacos, entrando agora na habitual "velocidade de cruzeiro";  vão estar uns dias a "descansar" da desparatisação e enquanto isso vou aplicar Pulmosan para ajudar a evitar o eventual  aparecimento do famigerado piolho (o seguro morreu de velho) e vou começar a dar, primeiro às fêmeas e passados três ou quatro dias aos machos, uma vitamina estimuladora do cio, isto apesar de muitos dos machos me parecerem já aptos a serem chamados à "ação".
Não vejo a hora de os acasalar. Passo horas a "estudá-los" para que chegado o momento tudo dê certo dentro do que planeei, está quase, falta mais ou menos uma semaninha para que comece a usufruir do prazer da azáfama que é a criação com todos os imponderáveis que a cada ano surgem.

11 de janeiro de 2013

MAIS... DO MESMO!

Todos os anos se dá início a um novo ciclo de criação, todos os anos se repetem invariavelmente os mesmos passos, todos os anos partimos para a nova época reprodutiva com renovadas expectativas sendo, por conseguinte, a razão do título desta postagem, mais... do mesmo!  Contudo este ano mais uma vez a natureza, pelo menos do entendimento que faço dela para este meu hobby, diz que não será tanto assim. Habitualmente por esta altura já tenho os meus casais delineados, com as desparatisações efetuadas e prontinhos a serem juntos no dia 14 de Janeiro, que é a data em que os juntos desde há largos anos mas, este ano, tal não vai acontecer não vai acontecer por pequenos imprevistos que têm repercussão na criação dos canários, tais como:

- aves a terminarem uma segunda muda;
- fêmeas demasiado obesas, apesar do cuidado tido na alimentação fornecida,
- machos com cio, apesar de nada lhes ter dado para que isso acontecesse;
- humidade relativa do ar a rondar os 90º;
- temperaturas ambiente demasiado inconstantes.

Enfim uma panóplia de pequenos, grandes, pormenores que têm diretamente uma grande influência nos resultados esperados. 

Neste momento terminei o que chamo de 1ª fase de preparação para o acasalamento tendo procedido à desparatisação das aves, contra vermes, tencionando iniciar a 2.ª fase mais ou menos em meados da próxima semana. Sei que há companheiros que já estão em plena criação e alguns até com filhotes anilhados mas, apesar da tentação de lhes seguir as pisadas, prefiro aguardar mais um pouco por melhor tempo.

Entretanto e como vai ter lugar o Campeonato Mundial de Ornitologia em Hasselt, Bélgica, aproveito para desejar a todos os compatriotas o maior êxito na representação do nosso país com as suas aves.

5 de janeiro de 2013

TERCEIRO ANIVERSÁRIO

Motivos de vária ordem têm-me impedido de regularmente atualizar este espaço contudo hoje, especificamente, tinha de vir até aqui escrever algo, é que este blogue cumpre hoje, 4 de Janeiro, o seu terceiro ano de existência.

Tenho, com maior ou menor dificuldade, ido tentando mostrar o que vou fazendo enquanto criador do Canário Arlequim Português ajudando assim na continua divulgação desta raça de canários que deveria fazer os portugueses, em particular os que andam neste mundo da ornitologia, orgulharem-se da mesma; infelizmente não é isso que acontece apesar de cada vez mais existirem pessoas que, a pouco e pouco, vão aderindo à criação do Canário Arlequim Português.

Na minha modesta opinião penso que a minha ação tem sido positiva no objetivo que tracei e mesmo quando tenho opiniões divergentes e/ou contrárias sobre a temática Canário Arlequim Português as pessoas inteligentes sabem que, sempre aprendemos uns com os outros, e se não existisse uma troca de opiniões e/ou conhecimentos entre todos nós não se assistiria à magnifica evolução, de ano para ano, do Canário Arlequim Português.

No inicio de mais outro ano reitero os objetivos que me levaram a abrir este blogue pois continuarei, sempre que ache oportuno, a partilhar o que for apurando da criação Canário Arlequim Português.

Termino agradecendo a todas as pessoas que diariamente visitam este espaço pois sem elas a acompanharem-me o mesmo não teria razão de existir.

Um bem haja para todos!