25 de setembro de 2012

CANÁRIOS DE PORTE DE "A a Z" FRISADO SUÍÇO



País de origem: Suíça

Rezam as crónicas que o canário Frisado Suiço teve a sua origem no inicio do século vinte por seleção do cruzamento entre o Frisado Parisiense numa fase inicial e posteriormente entre o Frisado do Sul e Scotch Fancy.
Desses cruzamentos, a par com outras aves frisadas, surgiram pássaros que apesar de frisados, com peito, manto e fachos perfeitamente definidos apresentavam posição, cabeça e frisado bastante variáveis.
Um primeiro padrão, no intuito de definir as características de uma raça, foi feito pelos Srs. Hässing, Lambert, Soleure, e Zehle. Esse padrão foi submetido a uma assembleia de criadores que o aprovou e, a partir daí, começou a seleção da nova raça, denominada como "Frisado Suíço".
A seleção, severa, desanimou alguns criadores, mas outros continuaram e conseguiram chegar ao tipo padronizado, especificamente suíço, que se caracteriza como o Scoth Fancy e outras raças pela forma arqueada da linha cabeça-pescoço-dorso e cauda.
Esta raça de canário não tem, aparentemente, muitos apreciadores pelo que a sua criação não está muito implantada internacionalmente, sendo mais acentuado o número de criadores da mesma no seu o país de origem.

Nota: Esta pequena introdução, (não vinculativa) tem como base uma pequena pesquisa feita pela Internet suportada na leitura de vários textos.

Foto de autor desconhecido, retirada da Internet.

Atualmente o Standard, do Canário Frisado Suíço, aprovado pela C.O.M., é o seguinte:

ATITUDE E FORMA
Em forma Elíptica.
Meia-lua.
Pontuação: 15.

TAMANHO
17 A 18 cm.
Pontuação: 10.

CABEÇA E PESCOÇO
Cabeça: Pequena e oval.
Pescoço: Longo e fino. Sem frisados
Pontuação: 10.

PLUMAGEM
Cabeça, pescoço e ventre sem frisados.
Pontuação: 10.

FRISADOS DO DORSO “MANTO”
Simétricos e cobrindo cerca de 2/3 do dorso.
Pontuação: 10.

JABOT
Simétricos. Em forma de cesto.
Pontuação: 10.

ALETAS
Simétricas e bem desenvolvidas.
Bem implantadas e levantadas.
Pontuação: 10.

PATAS
Longas e ligeiramente fletidas.
Coxas bem emplumadas.
Patas muito rígidas dão uma posição muito angular à ave.
Pontuação: 10.

CAUDA
Cauda longa.
Estreita, passando ligeiramente por debaixo do poleiro.
Pontuação: 5.

ASAS
Asas longas que não se cruzem.
Pontuação: 5.

CONDIÇÃO
Em boas condições de saúde. Sem deformações nem defeitos.
Pontuação: 5.

COR
São admitidas todas as cores, exceto o vermelho.

Gaiola de Cúpula: Com um poleiro de 12 mm.

13 de setembro de 2012

ARLEQUIM POUPA - 2012

Ave filha de pai arlequim poupa, (70% melânico x 30% lipocrómico) e de mãe arlequim par, (10% melânica x 90% lipocrómica).

9 de setembro de 2012

UM CONVIVIO BONITO COM CRIADORES DE GLOSTERS


Eu e o Patrick Barros, foi bom este reencontro e recordar velhos tempos.


Já em tempos tinha participado num deste jantares dos amigos dos Glosters e gostei. O mundo dos passarinhos tem destas coisas há sempre motivos para convivermos sadiamente e trocarem-se impressões sobre o que a todos de uma forma ou outra nos une, os passarinhos, foi o que aconteceu na passada sexta-feira num restaurante situado a cerca de 35 quilómetros do Porto.

A boa disposição reinou do principio ao fim.
Apesar de há alguns não criar Glosters nem por isso deixo de estar ligado à evolução dos mesmos e apesar de já não conhecer muitos dos criadores presentes deu para relembrar velha amizades de sempre como por exemplo, e em particular, o Patrick Barros pois conhecemo-nos da mesma altura em que ambos começamos a criar Glosters. Ainda hoje tenho pena não ter acreditado no projeto do Patrick que em boa hora promoveu em prol do Gloster e por isso mesmo tem todo o mérito em ser considerados um dos melhores conhecedores e criadores da raça Gloster em Portugal.

Mesmo com o Luxemburgo x Portugal a decorrer o tema só dava Glosters.
 Para o próximo ano haverá nova "concentração" e, se me for possível não faltarei

3 de setembro de 2012

ONE DAY SHOW INTERNACIONAL "TERRAS DO SADO"


Para os menos atentos aqui fica a lembrança que termina no próximo dia 28 de Setembro a inscrição para a participação neste evento.

Apadrinhado pelas duas Federações este evento parece-me estar já condenado ao êxito pois a organização além dos dois juízes do ano anterior (Paulo Fernandes e Paulo Ferreira) enriqueceu mais o evento ao convidar o Juiz Jorge Quintas, juntando, na minha modesta opinião, três dos melhores juízes nacionais que mais sabem sobre o Canário Arlequim Português, os quais avaliarão as aves inscritas no certame, estrelas maiores do evento.

Os interessados poderão obter mais informações ou esclarecimentos clicando AQUI

2 de setembro de 2012

ARLEQUIM PAR - 2012

Ave filha de pai arlequim poupa, (50% melânico x 50% lipocrómico) e de mãe arlequim par, (70% melânica x 30% lipocrómica).